Conheça os 7 pecados capitais cometidos pelas manicures

No post de hoje vou compartilhar com vocês algumas situações constrangedoras ao fazer as unhas no salão, que pode levar manicures perder suas clientes!

Tensão no salão de beleza: Manicures

Nos dias de hoje, com o acumulo de tarefas, as mulheres recorrem cada vez mais aos profissionais de beleza, entre elas as manicures. Afinal, com a vida agitada falta tempo para tudo.

Sabemos que as manicures são profissionais super importantes para deixar as unhas mais bonitas e bem cuidadas. Além disso, as unhas são importantes também para a auto-estima feminina. E qualquer deslize nelas, pode ser visto como um desleixo aos cuidados pessoais.

Eu, por exemplo, sempre tive o hábito de fazer a cutilagem e a esmaltação em casa. Isso mudou quando comecei a trabalhar e a fazer meu primeiro curso na faculdade.

Aí não tinha tempo mesmo, e tive que procurar uma boa profissional para manter as unhas em ordem tanto das mãos quanto dos pés.

Na época trabalhava na área da saúde e tinha que manter a unha sempre bem cuidada, e com formato curto. Até aí tudo bem, encontrei uma boa profissional por indicação.

Só que para minha tristeza, o salão fechou e a profissional não atendia a domicilio.

Como sabia fazer as unhas, dava um jeitinho de fazer em casa, mas achava muito cansativo. Depois de uns anos, já em outra área profissional e acadêmica, a minha rotina mudou. E novamente tive que procurar uma boa profissional para dar aquela forcinha e manter as unhas em ordem.

Tive boas e más experiências, e neste post vou focar em algumas profissionais com as quais tive experiências desagradáveis. Então, enumerei os 7 capitais que pode levar manicures a perder uma cliente.

Como perder uma cliente em 7 pecados capitais

Bom, me deparei com diversas situações e com diferentes perfis, e hoje vou compartilhar algumas delas com vocês ( quem se identifica?)

1- A displicente

Pensa o prazer que dá (só que não), fazer as unhas com uma manicure que está super estressada e reclamando da vida. É sessão tortura na certa. Reclama do marido, dos filhos, da sogra, falta de grana, aff..

E ainda usa toda a força do universo para empurrar as cutículas, e aperta seus dedos e arranca os “ bifes”. Essa eu preciso mostrar, viu? Fui em um salão especializado em noivas. Ouviram bem NOIVAS!

Vi o trabalho do tal salão nas redes sociais, e conheci algumas clientes que falaram super bem do serviço oferecido. Marquei um horário (isso aconteceu em 2017) e o resultado é esse desastre abaixo:

E ainda levei o meu esmalte Rebel da MAC pra passar vergonha!

O resultado foi um misto de muita conversa fiada (já que eram duas manicures fazendo as minhas unhas), e falta de profissionalismo. Cheguei à conclusão que as duas não sabiam de fato fazer o serviço.

Foi tirado “bifes” de TODAS AS UNHAS. É mole ou quer mais? E para piorar a situação, não souberam lixar e cortar as unhas direito. Fiquei com os dedos machucados, super doloridos, com as cutículas mal feitas, e as unhas super tortas.

Neste caso, sei que marquei bobeira, podia ter procurado os meus direitos e exigir que o serviço fosse refeito, mas enfim, já foi. Ficou a lição!

Na verdade, fiquei tão frustrada e constrangida, por ter pago caro neste tipo de serviço que nem tive forças para voltar novamente naquele lugar. Quero distância…

Faltou comprometimento: Por não ter cuidado, e por manter uma atitude desrespeitosa, e não se importar com a cliente. 

2- A descompromissada

Essa situação foi bem desagradável. Marquei o horário com antecedência e a profissional simplesmente não apareceu, e deixou varias clientes a ver navios.

Fiquei com pena da dona do salão, que ligou insistentemente para saber o que tinha acontecido com a funcionária ghost. Fiquei esperando, esperando, até que conseguimos falar com a bonita e ela disse que tinha conseguido outro emprego. Custava ter avisado? Não faz isso de novo não, fia!

Faltou comprometimento: Por não cumprir com horário agendado, isso interfere em toda a agenda da cliente. Principalmente quando isso interfere em outros compromissos do dia.

3- A top das galáxias

Sabe aquela manicure super concorrida, com a agenda lotada, e que todos elogiam, e você tem que insistir para conseguir um horário? Pois é, me deparei com algumas.

Não tenho que reclamar do serviço, as danadas tinham talento. Mas eram tantos empecilhos (agora não dá, mas tarde tá lotado, amanhã acho que não vai dar), e desculpas esfarrapadas que simplesmente desisti, assim como outras clientes também cansaram e desistiram também.

Em muitos casos, por se tratar de uma profissão com escassez de bons profissionais, pode levar este profissional mais requisitado a ter um comportamento mais esnobe.

Faltou comprometimento: Apesar de executar um bom serviço, peca na atenção ao cliente.

4- A fofoqueira

Não tem nada pior do que ficar sentada num momento que é para ser só seu, e ter que ouvir fofoca da vida alheia. É muito mal estar, ter que ficar ouvindo fofoca da cliente que acabou de sair e ter que responder perguntas sobre aspectos pessoais  (que vai ser o assunto da próxima fofoca). Presta mais atenção no trabalho, moça!

Faltou comprometimento: com a privacidade

5- A mesquinha

Sou contra o desperdício, mas neste caso a economia era em coisas bobas, sabe? Teve vezes que minha unha ficou manchada pela economia de algodão e removedor. E outras vezes por não passar uma base protetora antes de aplicar o esmalte.

Ou seja, economizavam até no esmalte, no hidratantezinho. Já vi muito esmalte vencido, com coloração estranha, grosso.

Mas o que irritava mesmo era a profissional cobrar um valor mais elevado e usar produtos super baratos e de má qualidade, principalmente os esmaltes.

Quero deixar claro que não tenho nada contra produtos baratinhos. O que eu não concordo, é pagar caro em um serviço que utiliza esmaltes super baratos, que possuem substâncias químicas que agridem as unhas.

Foram poucos os salões que frequentei que tinham variedade de marcas e cores. E para evitar chateação, levava os meus.

Faltou comprometimento: com a qualidade do serviço prestado, bem como possíveis danos a saúde da cliente.

6 – A Curiosa

São pessoas bem intencionadas, que por vários motivos, como complementar a renda, começam a exercer a profissão de manicure. Porem, algumas não se atentaram a nenhuma técnica, nem mesmo mostrou interesse em fazer cursos.

Por não possuir técnicas, trabalham com tentativas de acertos e erros. Caso você seja “a sortuda” de ser premiada com o erro dela, você pode ter desde uma infecção, micose, entre outras doenças infecto contagiosas e nos casos mais graves a necessidade da extração da unha.

Um caso grave aconteceu com uma conhecida de longa data que exercia a função, e o final não foi nada feliz.

Para amolecer as cutículas de uma cliente (que era uma amiga da minha família), a pessoa colocou um tipo de sabão para lavar roupas. Resultado: uma alergia tão forte, que fez a amiga parar no hospital com os pés cheios de feridas.

Conheci também algumas que executavam um bom serviço, só que o problema é a falta de conhecimentos mais profundos da área. Como por exemplo, manipulação e esterilização dos materiais, saber cortar as unhas adequadamente, saber esmaltar, postura profissional, etc.

Ficou claro que, o uso de técnicas ultrapassadas, falta de técnica e o compartilhamento de materiais não esterilizados, dá ruim mesmo. A teoria é muito importante para melhorar a prática. Pois ensina também como se comportar, atendimento ao cliente, o que fazer e o que não fazer na frente da cliente, etc.

Faltou comprometimento: Por não buscar conhecimento, não se atualizar com as novas técnicas e tendências.

7- A arrogante

Esta acha que tudo só é bom quando é feito por ela. Ou seja, assume uma atitude prepotente ou de desprezo com relação aos outros profissionais.

Conheci algumas que superestimavam sua capacidade, criticavam outros profissionais da área, monopolizavam as conversas para atrair a atenção para si, e para o quanto eram boas no que faziam.

Estas nunca admitiam ter errado, e sempre encontravam uma justificativa quando alguma cliente apontava qualquer defeitinho na unha. Além disso, gostavam de impor seu gosto pessoal para as clientes e tinham grande dificuldade em ouvir.

Faltou comprometimento: Por não ter maturidade, ainda não tem a consciência que não sabe de tudo, e falta humildade para aprender.

Dica: O mercado da beleza é muito concorrido, por isso, nunca deixe de aperfeiçoar seus conhecimentos, pois com certeza vão agregar no seu crescimento profissional e pessoal.

E lembre-se, devemos tratar os outros como gostaríamos de ser tratados.

Então, leitoras, já passaram por algum perrengue no salão de beleza com manicures?

Por: Cris R. Feller 1257 Artigos
Olá, eu sou a Cris!E estarei aqui todos os dias para falar com vocês sobre tendências, beleza, maquiagens, resenhas, cuidados com os cabelos, lançamentos e muito mais! Me acompanhe!